quinta-feira, 13 de abril de 2017

Beber pouca água causa mau hálito; veja mais 10 fatos sobre a halitose

mau halito basterias 400x800O mau hálito, ou halitose, é um problema bastante constrangedor, mas que pode e deve ser tratado para que você não tenha mais medo de conversar muito próximo a outra pessoa.
Para solucionar o problema, a causa do mau hálito precisa ser descoberta, já que mascarar o mau odor é uma medida apenas temporária. Para entender melhor o problema, o cirurgião dentista José Eduardo Pelino explicou 10 fatos sobre a halitose. Conheça quais são a seguir:

Mau hálito: 10 fatos sobre

Alteração no paladar nem sempre é halitose

Apesar de gostos estranhos na boca nem sempre estarem relacionado ao mau hálito, eles nunca são normais e precisam ser investigados. De acordo com o dentista, gostos amargos, azedos ou metálicos são indicativos de que você precisa passar pela avaliação de um dentista e, se necessário, ser encaminhado a um especialista.

Não é sinônimo de problema no estômago

Ao contrário do que muita gente pensa, não tem relação com problemas estomacais. “A única situação em que o ar vem de dentro do estômago com odor alterado é em caso de arroto ou refluxos. Nessas situações, o odor fica temporariamente alterado, mas não é considerado mau hálito”, explica o especialista.

Não conseguimos sentir nosso mau hálito

Na tentativa de descobrir se estão com o hálito alterado, muitas pessoas colocam a mão diante da boca e do nariz, fazendo uma espécie de “concha”, e expiram o ar pela boca, ou então inspecionam o odor do fio dental após usá-lo.
Se você faz isso e nunca notou odor ruim, saiba que isso não significa que você não sofre do problema. O olfato se acostuma com determinados odores e isso faz que eles passem despercebidos - é a chamada fadiga olfatória, característica que impede que as pessoas que têm mau hálito identifiquem o problema.

Crianças também têm mau hálito

Além disso, o uso de aparelho ortodôntico também pode contribuir para a alteração no odor, porque ele dificulta a escovação e pode contribuir para que alimentos fiquem retidos na boca.

Beber pouca água pode causar mau hálito

Pessoas que bebem pouca água ou que respiram pela boca têm menos salivação, o que aumenta suas chances de ter mau hálito.

Carnes, queijos e álcool podem causar mau hálito

Se você pensava que só a cebola, o alho e o café causavam o problema, se enganou. Carnes cruas, queijos gordurosos e bebidas alcoólicas também podem provocar o cheiro ruim. As gorduras, as carnes e alguns queijos costumam deixar resíduos na boca que aumentam a ação de bactérias que provocam um odor ruim.
Já o álcool, por ser ácido, provoca a descamação das células bucais, que também servem de alimento para as bactérias.

Só escovar os dentes não é suficiente

O cirurgião–dentista explica que, para a boca ficar limpa de verdade, é necessário usar escova de dente, fio dental e enxaguante bucal, porque o trio garante a remoção de 99% dos germes que causam gengivite e halitose.

Mau hálito não é doença

O mau hálito em si não é uma doença, mas pode ser indicativo de doença na gengiva, problemas na boca, na garganta e até em outras partes do corpo.
Outros causadores de mau hálito são acúmulo de bactérias na língua, diminuição da saliva, alimentos com odores fortes e fumo.

Balas só mascaram o mau hálito

Além de não ajudarem a combater a raiz do mau hálito, balas e chicletes que têm açúcar podem até mesmo aumentar o problema, já que o açúcar estimula algumas bactérias a produzirem ácidos que desmineralizam o esmalte dos dentes, promovem a degradação de restos de alimentos e, desta forma, contribuem para o aparecimento do cheiro desagradável.

Mau hálito tem cura

O mau hálito geralmente está relacionado à má higienização da boca, alimentação e hábitos do dia a dia. Por isso, ter atitudes saudáveis, como não fumar e comer adequadamente, além de higienizar bem dentes e língua, são ações que podem prevenir e também resolver este problema desagradável.
Se o mau cheiro persistir, um dentista deve ser consultado.

Enxaguatório com álcool combate mau hálito

Os enxaguatórios bucais com álcool são vistos com maus olhos por muitas pessoas, mas, segundo o especialista, ele é benéfico no combate ao mau hálito. De acordo com Pelino, o álcool permite uma penetração mais profunda nos focos de bactérias.

Usar hidratante, sim, antes de passar o perfume: especialista explica o porquê!

guardar perfume 2207 630 350
Muita gente não usa hidratante junto com perfume, pois acha que os aromas podem se confundir. Por esse motivo, a especialista em desenvolvimento de aromas da L’eponge, Nathalia Carravetta, explica os motivos para usá-los e qual o truque para não ficar em um carnaval de odores na pele.

Como fazer o perfume durar mais
A especialista explica que a durabilidade de um aroma está relacionada à concentração de notas de fundo que, diferentes das notas de saída, demoram mais a evaporar. Para que um perfume seja de efeito prolongado, você pode ficar atenta à concentração da essência do perfume. Ela varia de acordo com a denominação e, quanto mais simples a matéria-prima, menos tende a durar.

Uma “eau de parfum”, por exemplo, o perfume mais forte e, por consequência, o mais caro também, tem concentração de 20 a 40% da essência, já a “eau de toilette”, o segundo na escala de concentração de essência, tem entre 8% e 17%. Depois vem “eau de cologne”, a famosa água de colônia, que costuma ter um aroma fresco e essência de 5% a 8%, e body splash, conhecidas como “água de banho”, tem concentração entre 2% e 4%.
Para as versões em menor concentração de essência, o uso de hidratante ajuda a formar uma camada de proteção na pele que impede a perda de água e segura o aroma do perfume por mais tempo. Porém, é importante que os cheiros do hidratante e do perfume não se misturem. “Uma alternativa é usar produtos da mesma linha, que concentram as mesmas essências e não causam conflito”, sugere a especialista.

Quer garantir um futuro saudável e feliz? Então largue esses 9 hábitos

felicidade jovem parque
Se você realmente acredita que mente sã é sinônimo de corpo são, então precisa saber que para garantir um futuro saudável e feliz alguns hábitos que você insiste em manter no dia a dia devem ser alterados. Confira abaixo uma lista de costumes bastante comuns que você deve deixar de lado se não quiser se arrepender daqui a 10 anos:
1. Passar tempo demais na internet: viver sem computador ou smartphone hoje em dia é impossível, mas evite ficar mais tempo se relacionando via dispositivos do que experimentando a vida real. A socialização e o contato pessoal não podem ser substituídos se você deseja manter o equilíbrio e a felicidade.
2. Viver o sonho alheiro: se você segue uma carreira para agradar seus pais e sofre por isso ou se vive em um relacionamento indesejado por imposição da sociedade, saiba que dificilmente vai garantir saúde e felicidade a longo prazo.
3. Ignorar os próprios sentimentos: aprenda a se expressar e evite ficar presa a convenções ou realizar atividades impostas por outras pessoas. Dê ouvido e asas aos seus sonhos e pensamentos se quiser ser feliz na vida.
4. Trabalhar demais: por mais que você ame seu emprego e entenda que ele é importante na realização de sonhos, saiba que o excesso de tarefas não apenas te deixa sem tempo para relaxar e aproveitar a vida, como também afeta gravemente sua saúde, podendo até aumentar os riscos de doenças cardíacas.
5. Descuidar da saúde: manter uma boa alimentação e praticar exercícios não deve ser considerado hábitos apenas para manter o corpo em forma ou por questões estéticas. O equilíbrio físico é essencial para ser feliz no futuro e viver livre de preocupações.
6. Manter relações tóxicas: seja em um relacionamento amoroso, familiar ou entre amigos, ficar rodeada por pessoas que só trazem sofrimentos além de atrapalhar sua vida, ainda destrói sua autoestima e suas chances de felicidade.
7. Fumar: o tabagismo é porta de diversas doenças e complicações de saúde. Quem é fumante sabe o quanto é difícil abandonar o hábito, mas contar com um esforço extra e até mesmo ajuda médica podem ajudar a se livrar de vez do vício.
8. Sedentarismo: você não precisa ser atleta ou gastar dinheiro para se livrar do problema. Uma simples caminhada de 30 minutos diariamente já faz grande diferença para o seu bem-estar físico e mental.
9. Dormir mal: não ignore a importância de uma boa noite de sono para a saúde do corpo e do cérebro. Descansar pelo menos 8 horas é essencial para aliviar o estresse, combater doenças, melhorar a memória e até mesmo garantir melhorias físicas.

Mamar no peito até 1 ano eleva QI, renda e escolaridade na vida adulta; entenda motivo


amamentacao mamar peito 400x800 0417Não bastavam os já tantos benefícios do aleitamento materno dos bebês, mais um motivo deve encorajar mães e pais a o adotarem por mais tempo: pela primeira vez um estudo conseguiu estabelecer relações entre a amamentação prolongada e os índices de QI, escolaridade e renda média. O trabalho conclui que crianças que ingerem leite materno por até 12 meses têm rendimentos melhores em todos os fatores.

Leite materno: mais QI, renda e escolaridade
O trabalho liderado pelo epidemiologista Cesar Victora por seu estudo, demonstra que bebês cuja alimentação é baseada no leite materno até os 12 meses apresentam, aos 30 anos de idade:

Quatro pontos a mais no nível de QI (cerca de 30% acima da média);
0,9 ano a mais de escolaridade (cerca de 25% acima da média);
Renda mensal R$ 349 superior (cerca de 30% acima da média).
Publicado em março de 2015 na revista The Lancet Global Health, o artigo “Associação entre aleitamento e inteligência, alcance educacional e renda aos 30 anos de idade: um estudo prospectivo de grupo de nascimento no Brasil [tradução livre]” rendeu ao pesquisador brasileiro o Prêmio Gairdner, um dos mais importantes do mundo na área da ciência da saúde.

“Há vários mecanismos pelos quais o leite humano pode melhorar a inteligência. O mais conhecido é a ação dos ácidos graxos insaturados de cadeia longa, que são essenciais para o crescimento do cérebro. Cerca de 70 a 80% do cérebro se forma nos primeiros dois anos de vida”, explica Victora.

O pesquisador cita também outros mecanismos ligados ao microbioma do bebê em estágio de amamentação, como os recentes estudos que ligam a função do intestino de sintetizar substâncias que ativam o cérebro, como a serotonina, as citoquinas e outros metabolitos.

No artigo “As tentadoras ligações entre micróbios intestinais e o cérebro [tradução livre]”, publicado na revista Nature, o microbiólogo Rob Knight, da Universidade da Califórnia, diz que “pistas sobre os mecanismos pelos quais micróbios intestinais interagem com o cérebro estão começando a emergir, mas ninguém ainda sabe o quão importante são esses processos no desenvolvimento humano e sua saúde”.

segunda-feira, 3 de abril de 2017

Cuidado com a publicidade infantil na internet

Hoje, no Dia do consumidor, precisamos falar de consumo consciente, principalmente quando de trata das crianças. Por diversas vezes a gente relaxa e deixa os filhos expostos às marcas e a produtos, liberamos os canais de desenho ou do Youtube com vídeos e mais vídeos de produtos. E as crianças ainda não conseguem perceber claramente o conteúdo comercial do educativo (ou de entretenimentos).

Aqui em casa a gente tem algumas políticas para barrar o consumo desenfreado. A primeira delas é: ganhou, doou. Vale para presentes de aniversários, Natal ou press kits que chegam por aqui. Muitos presentes a gente passa adiante, outros separamos para a doação coletiva na escola. E os meninos já são educados a isso, então não é drama desapegar dos brinquedos.

A outra coisa que eu sempre converso com eles é sobre a real necessidade da compra. Já tivemos a fase do “eu quero, eu quero, eu quero”, que foi contornada, sem grandes problemas, com a orientação do real valor do dinheiro. Agora, com Gabriel mais velho, ele tem plena noção de quanto vale o dinheiro para comprar a arminha de água. Se ele quer muito a gente vai, olha, compara e muitas vezes damos um tempo para entender se realmente aquilo é um desejo ou uma necessidade causada pela mídia.

Quando falamos do consumo on-line, que muitas vezes foge dos nossos olhos, é preciso prestar ainda mais atenção, porque ele está inserido nos canais de Youtube, nos jogos e em muitos sites. Até porque a comunicação mercadológica dirigida ao público infantil viola a legislação brasileira, como o Código de Defesa do Consumidor, que considera abusiva e ilegal a publicidade que se aproveita da pouca experiência e do desenvolvimento, ainda em formação, da capacidade de julgamento da criança.

Foi pensando nisso que o projeto Criança e Consumo, do Instituto Alana, listou algumas dicas para ajudar mães, pais e responsáveis a lidar com esses perigos on-line. Eu somei essas informações a algumas dicas do nosso dia a dia e montei esse infográfico para vocês.



PORTAL  R7

Eliana anuncia que está grávida de uma menina

A apresentadora Eliana está grávida pela segunda vez! Ela anunciou a gestação durante a edição deste domingo, 2, de seu programa no SBT. Ao final da atração, a artista contou que espera uma menina, fruto de seu namoro com Adriano Ricco.

"Este é um dos momentos mais felizes da vida de uma mulher. Deus, em toda a sua generosidade, abençoou a mim e ao Adriano. A nossa família vai crescer! Eu estou grávida mais uma vez. Depois de dois anos de relacionamento, ganhamos este presente lindo. Esta gravidez tão desejada e tão sonhada. Eu só posso agradecer infinitamente a Deus por me fazer mãe novamente aos 40. O Arthur está radiante, já me pedia há tanto tempo, e ele vai ganhar uma irmãzinha. Sim, é uma menina", disse ela. 

Eliana já é mãe de Arthur, de cinco anos, fruto do relacionamento com João Marcelo Bôscoli. 

Gilmar Mendes dá mais 60 dias para PF concluir investigação sobre Aécio

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu mais 60 dias para a Polícia Federal (PF) concluir as investigações ...