segunda-feira, 10 de julho de 2017

Gilmar Mendes dá mais 60 dias para PF concluir investigação sobre Aécio



O ministro do STF Gilmar Mendes durante sessão do tribunal (Foto: André Dusek/Estadão Conteúdo)O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu mais 60 dias para a Polícia Federal (PF) concluir as investigações sobre o envolvimento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) em supostas irregularidades cometidas em Furnas, subsidiária da Eletrobras em Minas Gerais que gera energia elétrica.
A investigação sobre o parlamentar tucano é um desdobramento da Operação Lava Jato. Aécio é suspeito de ter recebido propinas, por intermédio do ex-diretor de Furnas Dimas Toledo a partir de dinheiro desviado em contratos com empresas terceirizadas.
Em sua delação premiada, o senador cassado Delcídio do Amaral (sem partido-MS) contou ao Ministério Público que Aécio foi beneficiário de um "grande esquema de corrupção" na estatal Furnas.
Esse esquema, segundo Delcício, era operacionalizado por Dimas Toledo, ex-diretor de Engenharia da empresa que teria “vínculo muito forte” com Aécio.

sábado, 1 de julho de 2017

Insônia pode ser mais do que preocupações da mente: estudo encontra fatores genéticos


insonia dificuldade dormir 0317 400x800A insônia é um dos distúrbios de sono mais comuns e se mesmo seguindo orientações médicas, praticando exercícios regularmente, dando atenção à alimentação e relaxando você não consegue se livrar do problema, a culpa então pode estar nos seus genes.

Fatores genéticos podem causar insônia
De acordo com recente estudo sobre sono publicado na revista científica Nature, foram identificados sete genes que estariam relacionados a um aumento de tendência para a insônia após uma detalhada análise que contou com dados de mais de 113 mil pessoas.
Foi observado ainda que os mesmos genes não estão apenas ligados a distúrbios do sono, mas também associados a problemas como ansiedade e depressão. Esta é uma descoberta interessante, porque tais características tendem a acompanhar a insônia, afirmou um dos líderes do trabalho.

Os pesquisadores ainda dizem que o fator genético envolvendo a insônia poderia ajudar a explicar as diferentes nos índices da condição por gênero: 33% das mulheres avaliadas no estudo tiveram insônia, enquanto o problema atingiu apenas 24% dos homens.

Dicas para uma boa noite de sono
9 hábitos que atrapalham o sono e você deveria cortar antes de dormir
O que são barulhos "rosa" e como eles ajudam no sono e na memória
Como pegar no sono em segundos com exercício de respiração

Efeitos do café no corpo: o que ele faz no cérebro, coração, estômago, rins e mais


xicara de cafe 0617 400x800Engana-se quem acha que os efeitos do café no organismo se resumem a energia que ele fornece. A cafeína faz efeito por até duas horas depois de consumida, agindo diretamente no sistema urinário, cardiovascular, respiratório e digestivo. Entenda:
O cérebro é uma gangorra de neurotransmissores, que são substâncias produzidas pelos neurônios e que estimulam ou reduzem a atividade cerebral. A cafeína interage diretamente com esses componentes, levando aos seguintes efeitos:

Ação antidepressiva
Segundo a endocrinologista Rosália Padovani, membro da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, a cafeína age nos receptores de adenosina, que são responsáveis pela manutenção e produção de neurotransmissores importantes para o humor por fornecerem a sensação de bem-estar e euforia.

Estimulante
A cafeína inibe os receptores do neurotransmissor ácido gama-aminobutírico, conhecido como GABA, que é uma espécie de sedativo natural. Ao impedir a ação dessa substância, o cérebro fica mais atento, o que justifica o efeito estimulante que deixa alerta e tira o sono.

Ação analgésica
A cafeína pode auxiliar no tratamento de alguns tipos de dor porque tem efeito vasoconstritor, combatendo dores causadas pela dilatação súbita das artérias, como a enxaqueca.

Um estudo da Embrapa realizado em conjunto com a Universidade de Brasília descobriu que o café tem ação semelhante a da morfina, amenizando ansiedade e dores.
No estômago
O café estimula a produção de ácido clorídrico no estômago, que é o ácido gástrico, irritando o órgão e gerando dor e desconforto. Isso explica porque café dá azia.
O incômodo é percebido principalmente em quem sofre de gastrite, condição caracterizada pela presença de lesões superficiais na mucosa do estômago, sendo contraindicado para tais indivíduos.

Nos rins


A cafeína dilata os vasos sanguíneos dos rins e, em consequência, estimula a secreção de urina. Contudo, este efeito do café não faz mal se não houver exagero na dose, o que pode levar a perda de líquido excessiva.

Para o sistema reprodutor
De acordo com o clínico geral e nutrólogo Roberto Navarro, o café pode fazer o hormônio feminino estrogênio circular no sangue por mais tempo, mas isso não interfere positiva ou negativamente no organismo.

Já a endocrinologista explica que a bebida pode elevar os níveis do níveis de estrogênio, gerando alterações no ciclo menstrual e dores na mama.

Como há divergência de opiniões, o ideal é não exagerar e, caso haja algum sintoma, buscar um médico.

Para o coração
Doenças cardiovasculares
Uma pesquisa da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP) descobriu que consumir uma xícara de café por dia protege o coração de doenças cardiovasculares. Isso ocorre porque a bebida contém polifenóis, antioxidantes naturais que evitam a ação dos radicais livres, estruturas que oxidam células saudáveis.

Ainda por cima, a bebida estimula o aumento da frequência cardíaca ao mesmo tempo em que causa dilatação dos brônquios, facilitando a respiração.

Pressão
A médica Rosália Padovani diz que o café pode ser bebido sem medo, já o nutrólogo Roberto Navarro afirma que a bebida realmente aumenta a pressão.

Neste caso, o ideal é conversar com seu médico sobre os prós e contras em cada caso e sempre evitar o consumo excessivo.

Contra diabetes
Um estudo da Universidade de Harvard descobriu que o consumo de café reduz o risco de diabetes tipo II. No entanto, ainda são necessárias mais pesquisas que confirmem a relação.

Café emagrece?
De acordo com o nutrólogo Roberto Navarro, o café auxilia a perda de peso porque estimula a lipólise, que é a quebra de gordura. Isso faz com que o tecido gorduroso fique disponível para que o corpo o utilize como fonte de energia, de modo a eliminá-lo.

Já a médica Rosália Padovani ressalta que café em excesso causa efeito rebote no emagrecimento pois aumenta a quantidade de hormônio do estresse, o cortisol, o qual está ligado ao aumento do peso.


Anvisa suspende venda de 13 lotes de anticoncepcional: veja se é o que você usa


O anticoncepcional Gynera, da Bayer, teve 13 lotes suspensos pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), nesta segunda (26).

pilula anticoncepcional metodo 0417 400x800Eles apresentaram resultados insatisfatórios em testes de estabilidade, e foram enquadrados em classificação de risco à saúde de Classe III, ou seja, são considerados produtos de alto risco ao indivíduo e/ou médio risco à saúde pública.
A agência não especificou quais riscos o uso do remédio pode ocasionar, apenas emitiu o alerta.

De acordo com a Instituição de Pesquisa Fundação Oswaldo Cruz, "a perda da estabilidade de um medicamento pode estar diretamente relacionada com a perda do efeito terapêutico ou com a formação de produtos de degradação tóxicos".

Anticoncepcional proibido pela Anvisa
O comunicado sobre o comprimido contraceptivo foi feito por meio de publicação no Diário Oficial da União, onde constam os números dos lotes que devem ser recolhidos.

Confira:

Gynera (gestodeno + etinilestradiol) com 21 drágeas

CONVITE!

Resultado de imagem para avon
Convidamos todas revendedoras AVON  e quem deseja fazer parte desta familia, que nesta segunda-feira as 9 horas da manhã haverá Reunião na câmara de vereadores de Lajes Pintadas!
sua presença é importante!
agradece EDUARDA LIMA 
Resultado de imagem para avon

Gilmar Mendes dá mais 60 dias para PF concluir investigação sobre Aécio

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), concedeu mais 60 dias para a Polícia Federal (PF) concluir as investigações ...