Pular para o conteúdo principal

Insônia pode ser mais do que preocupações da mente: estudo encontra fatores genéticos


insonia dificuldade dormir 0317 400x800A insônia é um dos distúrbios de sono mais comuns e se mesmo seguindo orientações médicas, praticando exercícios regularmente, dando atenção à alimentação e relaxando você não consegue se livrar do problema, a culpa então pode estar nos seus genes.

Fatores genéticos podem causar insônia
De acordo com recente estudo sobre sono publicado na revista científica Nature, foram identificados sete genes que estariam relacionados a um aumento de tendência para a insônia após uma detalhada análise que contou com dados de mais de 113 mil pessoas.
Foi observado ainda que os mesmos genes não estão apenas ligados a distúrbios do sono, mas também associados a problemas como ansiedade e depressão. Esta é uma descoberta interessante, porque tais características tendem a acompanhar a insônia, afirmou um dos líderes do trabalho.

Os pesquisadores ainda dizem que o fator genético envolvendo a insônia poderia ajudar a explicar as diferentes nos índices da condição por gênero: 33% das mulheres avaliadas no estudo tiveram insônia, enquanto o problema atingiu apenas 24% dos homens.

Dicas para uma boa noite de sono
9 hábitos que atrapalham o sono e você deveria cortar antes de dormir
O que são barulhos "rosa" e como eles ajudam no sono e na memória
Como pegar no sono em segundos com exercício de respiração

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Angélica tatua nome da filha

Depois de fazer mistério sobre sua nova tatuagem, postando uma foto durante a sessão com a legenda: "Ai ai ai!!! O que eu to aprontando?!?!", a apresentadora Angélica mostrou aos seguidores do Instagram o resultado do trabalho do tatuador Joaquim. A loira tatuou o nome da filha caçula, Eva, no pulso.
No outro braço, a apresentadora já tinha tatuado as iniciais dos nomes de seus dois outros filhos, Joaquim e Benício, frutos de seu casamento com Luciano Huck. O marido também foi homenageado com uma tatuagem. Angélica tem tem uma estrela de Davi e a letra L desenhadas em sua nuca.
Joaquim, o filho mais velho do casal de apresentadores, completou 9 anos em março. Benício tem 6 anos e a pequena Eva, homenageada na nova arte corporal da mamãe, tem apenas 1 aninho. Luciano Huck e Angélica estão juntos desde 2003.
Yahoo

Cuidado com a publicidade infantil na internet

Hoje, no Dia do consumidor, precisamos falar de consumo consciente, principalmente quando de trata das crianças. Por diversas vezes a gente relaxa e deixa os filhos expostos às marcas e a produtos, liberamos os canais de desenho ou do Youtube com vídeos e mais vídeos de produtos. E as crianças ainda não conseguem perceber claramente o conteúdo comercial do educativo (ou de entretenimentos).

Aqui em casa a gente tem algumas políticas para barrar o consumo desenfreado. A primeira delas é: ganhou, doou. Vale para presentes de aniversários, Natal ou press kits que chegam por aqui. Muitos presentes a gente passa adiante, outros separamos para a doação coletiva na escola. E os meninos já são educados a isso, então não é drama desapegar dos brinquedos.

A outra coisa que eu sempre converso com eles é sobre a real necessidade da compra. Já tivemos a fase do “eu quero, eu quero, eu quero”, que foi contornada, sem grandes problemas, com a orientação do real valor do dinheiro. Agora, com Gabriel ma…

Há jeito certo para usar óleo de coco no cabelo sem deixar a raiz cheia de caspa

Ele é considerado o queridinho de todas as blogueiras, milagroso por tantas aplicações e benefícios. Mas você sabia que o óleo de coco pode não ter o mesmo efeito mágico em todas as pessoas e, pior, ele ainda pode causar efeito rebote no cabelo, caso não seja usado adequadamente? Entenda melhor o porquê.
Evite usar óleo de coco no couro cabeludoPara quem se beneficia dos efeitos de hidratação do óleo de coco, a impressão de que ele ajuda a restaurar a saúde da pele e a reduzir a descamação é unânime. Isso na pele do corpo e dos lábios, por exemplo.
PUBLICIDADE No entanto, nos cabelos, o óleo de coco pode ajudar a combater o ressecamento e também provocar mais produção de oleosidade. Principalmente, se você o aplicar diretamente no couro cabeludo e em excesso, ou com muito frequência.

Assim, ao invés de auxiliar na hidratação, se aplicado mais de uma vez por semana ou com exagero no couro cabeludo, o óleo pode gerar aumento da oleosidade da pele, caspa, coceira e até queda de c…